1 de junho de 2007

Privatização das almas

Mais grave que a privatização dos bancos,
mais grave que a privatização das telefônicas,
das companhias elétricas, das universidades, da assistência à saúde,
mais grave que todas as privatizações
é a privatização das almas.
De nossa postura diante do mundo, da forma de criarmos nossos filhos, de nossas relações com os colegas, de nossas idéias, de nós.
E é aí que o neoliberalismo, capitalismo, tucanismo, imperialismo, norte-americanismo... avançam a passos mais largos. Seja nos Estados Unidos de George Bush, no Brasil de Lula, ou em qualquer um que não assuma sem covardias a pretensão de ser outro, outro "ismo".

0 comentários:

 

Palavras-pontes Design by Insight © 2009