26 de dezembro de 2011

Paisagens de Natal


Dois corpos na esquina
crivados de balas
na véspera de Natal

Uma menina de 12 anos
a alma feita de crack
na porta da Estação

Papai Noel não anda de metrô

Ruas cheias de crianças
à espera da solidariedade de moedas:
encomendas de Natal

Lojas cheias,
banqueiros felizes,
luzes,
enfeites,
peru,
pisca-pisca
e um menino que cheira cola na noite de Natal.

Amigos secretos,
em bares repletos
sorrisos fabricados para o Natal.

Eu abdico dos dezembros...
E meu poema é mórbido
como o mundo.
Leia mais...
 

Palavras-pontes Design by Insight © 2009