Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2013

Reveillon

Todo ano igual: ela sonhava que passava direto do dia 30 de dezembro para primeiro de janeiro.
Nada de reveillon. ,
Nada de champagne, vinho, roupa branca, praia, família, família, família...

De homens e de bichos

Eu nada sei dos ratos
dos esgotos
dos buracos
dos farrapos
imundos
que envolvem
o mundo.

Da solidão

Ela caminha só: pés descalços que se enterram na areia.
Seu olhar absorve cada pequeno ser em seu silêncio.
O rodopio das nuvens a se esfumarem na imensidão azul.