11 de janeiro de 2012

Menina sementeira



Primeiro, foram as sementes:
ternura tecida em letras,
em histórias,
em poesia.
Então me dei conta da flor:
bordada em sensibilidade,
leveza,
alegria.

Os frutos ficam por aí,
nas trilhas do mundo,
no caminho das gentes,
onde quer que tenha passado
a menina das sementes.

E os frutos são tão doces
tão maravilhosos
tão tão tão...
que até as almas mais áridas
caem em tentação.
E, depois de digeridos,
tais frutos deitam sementes
no coração.

Para Magníssima, menina sementeira.
Confiram suas sementes em: http://sementeiras.com.br/
Leia mais...
 

Palavras-pontes Design by Insight © 2009