Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2009

Lembranças de adolescência

Ele era lindo, loiro, despojado,
usava uma calça jeans bem justa,
e arriscava umas notas no violão.

Não quero ser apenas palavras bonitas

Não.
Eu não quero. Não quero ser apenas palavras bonitas. Não quero escrever apenas belos poemas. Quero que minha escrita seja como um grito, e que mostre o mundo no que ele tem de belo e infame!!!

Morada das cores

Meu menino vê o mundo azul.
Foi azul a primeira cor que aprendeu a distinguir. E é de azul que se pintam seus sonhos: - Mãe, eu quero um cavalo azul que voa. Você compra? Não pude comprar-lhe os desejos, tais e quais. Mas pude dar uma burrinha, dessas de carnaval, feita de chita azul. Meu menininho lhe deu as asas e sorriu.

Para minha mãe

Mãe, eu cresci.
Hoje, sou eu quem canto para meus filhos
cantigas de ninar com a lua
Mas quem me sopra a canção aos ouvidos
é uma outra voz:
a tua.