Postagens

Mostrando postagens de Março, 2009

Cinderela virtual

Adorava comentários.
Distração, nas horas vagas e noites mal dormidas, era passear por blogues e mais blogues. Em cada um deles, deixava uma impressão, uma sombra, uma marca de sua passagem.
Não pedia retorno nem deixava endereço. Só um sapatinho em cada um dos degraus desta escadaria virtual.
Em todos, esta face sem nome deixada na assinatura: anônimo.

Lata d'água na cabeça

Passou sua infância a carregar latas de água na cabeça.
Equilibrava-se nos trilhos do trem,
do Coque à fila da água.

Pedaços de mim

É hora de confessar:
não me chamo Luna, nem ao menos Freire. Ela é, entretanto, uma de minhas múltiplas faces, como a Bifa do teatro ou a Fabiana jornalista.

A usurpação da memória

O mais duro dos castigos infligidos ao espírito libertário pernambucano não foi o saldo de mais de 1.600 feridos na Revolução de 1817. Não foi, muito menos, nos ter privado da Paraiba, Alagoas ou Rio Grande do Norte - outrora partes de nosso território. Não foi a repressão cruel de cada uma das revoltas, com mortes em praça pública, ou cabeças e mãos mutiladas e expostas... O mais duro dos castigos foi a usurpação de nossa memória. 

Fadiga duplicada

Quando minha cabeça dói,
o estômago reclama
e este peso imenso desaba sobre meu corpo,
então meu pequenino chora,
faz dengo,
quer colo,
como se minha fadiga pesasse sobre ele.