21 de dezembro de 2009

Papai Noel é a mãe!

Odeio crianças.
Odeio Natal, ano-novo e todas aquelas luzinhas piscando.
Sou gordo, feio, mal-humorado, liso e desempregado.
Aceitei aquele trabalho só pra ganhar a grana da cachaça que, esta sim, é minha amiga fiel.
Mas levantava-me, a cada dia, com a sensação de que ia à câmara de tortura.
E, de fato, assim era.
O ar-condicionado não aliviava o peso e calor daquelas roupas.
O cinto me amassava a pança.
As botas faziam calos nos pés.
E a barba, horrorosa, causava alergia e me encaroçava o queixo e as bochechas.

Mas o pior,
o mais terrível,
o maior dos castigos
era ter que sorrir para todos aqueles pirralhos.
As inocentes,
lindinhas
e sorridentes crianças que me sentavam no colo,
me puxavam a barba,
e me faziam pedidos estapafúrdios.

Um noite,
final de expediente,
vi que uma mãe puxava um guri pela mão:
- Vamos, Bolinho, aproveita que não tem mais fila. Vai lá e pede teu presente pra papai Noel.
A mulher empurrava o menino
que não parecia muito animado a sentar em meu colo.

Prostrou-se à minha frente.
Era gordo, feio e não parecia de bom humor.
Não riu.
Eu também não.
Olhou no fundo de meus olhos.
Olhei também.
Fez uma careta horrível.
Eu o imitei.
E comecei a gostar daquele pivete.
- Papai Noel, você é feio à beça.
- É, sou.
- Você é mais gordo que eu.
- É, sou.
- E você é velho.
- É, sou.
- E também é muito chato.
- É, sou.
- Então, um dia, eu vou ser um Papai Noel, igual a você.

E então sorriu.
Sorriu pela primeira vez e eu vi que era sorriso de verdade,
de felicidade.
- E porque você quer ser Papai Noel menino? Acha que é bom?
O gordinho calou.
Pensou.
Olhou no fundo de mim e de si.
Disse:
- Quando eu for Papai Noel, todas as crianças vão gostar de mim.

A partir daquele dia, nunca mais deixei de ser o melhor e mais feio Papai Noel de todos os shoppings da cidade.

1 comentários:

Magna Santos disse...

Lindo, Fabiana! Não é todo dia que encontramos um papai noel assim.
Feliz Natal e um 2010 de muita prosperidade!
Beijos.
Magna

 

Palavras-pontes Design by Insight © 2009