20 de setembro de 2007

Sobre mestres e aprendizes

Mestres ensinam com os olhos, com os gestos, com as ações.
Neles, o conhecimento é passado como em encantamentos, sem que a gente nem perceba de onde vem...
Mestres sabem ouvir e aproveitam tudo o que lhes é dito. Mesmo as palavras mais simples. Mesmo as coisas mais bobas e grosseiras.
São feiticeiros: tudo é receita de conhecimento.
Mestres não precisam que lhes digam o que sabem. São o que são: e sua cultura é silenciosa e transformadora.
A leitura é, para eles, deleite. Prazer. Curiosidade.
Não lêem para serem mestres. Lêem para sonhar e, por isso, são mestres. Por que sabem ensinar, mesmo a quem não tem asas, as des-fronteiras do vôo.
Reconhecer os mestres é simples quando se tem olhos de criança.
Creditar maestria a quem não merece é fácil, quando nos deixamos contaminar pelo olhar vaidoso do mundo liberal.

0 comentários:

 

Palavras-pontes Design by Insight © 2009