21 de novembro de 2007

Poema desenterrado

Já não sei fazer poemas. Mas um dia o fiz. Hoje, desenterrei por acaso, no fundo do baú de meu computador, um arquivinho sem título, de um tempo em que poetei. Fica o registro:

Estou suspensa sobre um abismo de fogo
não posso olhar o céu não posso olhar o chão
Estou suspensa sobre a boca do inferno
Tenho sangue nos olhos e nas mãos
Uma corda atada na garganta
e uma serpente negra a me engolir os véus
Estou suja estou presa estou marcada
a vítima e a criminosa no banco dos réus
Tirei os sapatos e enchi os pés de lama
nunca mais poderei voar
Enverguei as asas em meu próprio chumbo
e estou me afogando em meu próprio mar.
Crivada de setas e de lanças
minha alma só exala veneno
Meu amor não cura meu amor só mata
meu amor sufoca em um peito tão pequeno
Sufocada em meus plurais e labirintos,
eu sou Fedra condenada a perdição
Afrodite, me poupes de teus crimes!
sou cruel escrava do excesso de paixão

4 comentários:

Urariano Mota disse...

Finalmente, moça, agora a gente pode comentar. Pois volte a fazer poesia, em versos, quero dizer. Hoje, agora que você não é mais aquela Fabiana (tanto tempo, não é?), aquela do século XX, pode voltar mais madura. Se conservar a paixão, teremos mais uma poetisa na praça. Abraço.

Luna Freire disse...

Pois é, Urariano... o problema é que não consigo. Tento. Mas parece que as palavras fugiram (sei que em algum canto elas se escondem, só não sei onde procurar). Tenho que voltar a ler muito... o problema é que minhas crias não deixam... Um abração.

Portfólio disse...

Meu comentário é cheio de saudade...
saudade das suas poesias
das suas crias
da sua companhia
da sua meiguice
da sua generosidade
da sua fala enfática
do seu choro
ainda mais, do seu riso
Gosto tanto...
e bateu uma saudade...uma não, trinta!
de cada gesto e encontro, foi surgindo uma...
Amei a poesia escondidinha...
acha mais, por favor!!!
Amo-te.
Ah, só mais uma coisa: O tróia veio a Portugal, mas esqueceu de pegar vc no Pina. Estamos aqui, eu, Li e Qui.

Olha aí, tem nós lá...
www.ritamarize.blogspot.com

Enne Marx disse...

hey, pensei em escrever seu nome,
mas não sei se posso, li um montão de coisa, tudo muito bonito, tadinha de mim, tenho que aprender e muiiiito, jejeje.
parabéns pelo blog, tá lindo... e eu não sei nem ao menos colocar as fotos embaixo dos textos, como o seu... kkkk
beijos!

 

Palavras-pontes Design by Insight © 2009