21 de outubro de 2008

Silêncio é música ou grito?

Extraí do Barro Cru o mote que me inspira esta postagem. Anotem: barrocru.blogspot.com.

Silêncio.
Quero ouvir a batida das ondas do mar.
E os peixes que se movem em minhas entranhas.
Tenho os pés descalços
e minha respiração é uma brisa leve...
Meus passos, lentos,
são asas abertas em um céu imenso.
Engoli o infinito...

Silêncio.
quero ouvir meus próprios gritos.
A tempestade que se injeta em minhas veias
e os monstros que habitam minha solidão.
O sangue me rompe os pulsos,
procura brechas,
desata os poros.
Há pedaços de mim sobre a areia
e marcas de sangue na estrada.
Não ando,
me arrasto.
Sou pássaro ferido numa relva seca.
Fragmentos.

Meu silêncio é um grito e uma canção.
Tudo ao mesmo tempo.
Minha paz e minha guerra.
Minhas metades.
Minhas contradições.

3 comentários:

Aivlis Sego disse...

que coisa linda. emocionou muito.
beijo imenso para você
silvia

SIMONE GOIS disse...

Menina, que texto mais lindo!
Gostei demais
Vou acompanhar de perto
Já vou te linkar
beijos
simone

Luna Freire disse...

Obrigada Sílvia e Simone. Vocês duas já estão em meus Favoritos. Compartilhemos nossas inspirações...

 

Palavras-pontes Design by Insight © 2009