20 de outubro de 2008

A uma professora

Professores existem vários.
De vários tons:
hostis, cordiais,
autoritários,
amenos.
Basta um entre tantos,
só um,
para fazer desvios nos rumos de nossa vida.

Tive uma:
Teresa Cahu.
Professora de história, de quadris avantajados,
destas que conseguem manter o silêncio sem precisar gritar.
Sem discursos, ela nos trazia à consciência política.
Passava filmes.
Narrava as histórias com todas as entrelinhas.

Disse-me um dia,
quando soube que eu faria vestibular para direito e jornalismo:
- Tomara que você passe em jornalismo!

Creio que ela me conhecia bem...

Sem Teresa Cahú,
eu, que nasci em uma família de idéias conservadoras,
talvez nunca chegasse a ser esta que hoje sou.

0 comentários:

 

Palavras-pontes Design by Insight © 2009