17 de fevereiro de 2009

Você inteira é um jardim

Ah, menina...
eu sei como é duro quando uma semente não germina!

A gente rega de sonhos,
celebra a vida,
a fecundação...
e o sonho não prospera,
a vida emperra,
a flor não brota.

E nós,
que pensamos na maternidade como o lugar da colheita,
lá nos assentamos para desfazer nosso jardim...

Não lhe peço que não chores,
as lágrimas são como a chuva:
preparam nossa terra para novas semeaduras.

Já tens uma linda flor.
E você inteira é um jardim.

1 comentários:

Patrícia disse...

Somente hoje, passado o carnaval, abri o computador e tive essa imensa surpresa. Mais uma vez eu chorei, mas agora não foi somente de tristeza mas sobretudo de emoção pelas palavras lindas e doces que você escreveu. Obrigado, irmã, por você ser a pessoa sensível que você é.

 

Palavras-pontes Design by Insight © 2009