31 de julho de 2009

Das aprendizagens

Xande está aprendendo abraços.
O menino esquivo, que sonha ter uma arma e chuta cadeiras e gentes, já se deixa beijar.
E chega junto, como quem não quer nada, a alma sedenta de carinho.

Xande está aprendendo leituras.
O menino que juntava letras sem percebê-las,
que olhava os desenhos dos livros, ansioso por compreender o que insinuavam,
está aprendendo que pode aprender.

Xande está aprendendo a ser.
O menino à deriva,
o menino náufrago de sua própria realidade
está aprendendo a remar.
Está aprendendo a acreditar em si mesmo.

E, quando eu o vejo assim,
aprendendo,
eu também reaprendo a esperança.
E ela tem a cor da felicidade.


Leia aqui a postagem anterior sobre este mesmo personagem.

6 comentários:

Carlos Maia disse...

Que lindo, Luna, que lindo!!!

Estou completamente emocionado, as lágrimas rolam como cachoeira, eu também tenho um sonho, como dizia Martin Luther King, eu também tenho um sonho, de um dia poder ajudar essa gente, eu tenho tanta vontade Luna...

Carlos Maia disse...

Posso publicar essa sua poesia no meu Blog?

Magna Santos disse...

Certamente, minha semana será mais feliz, após estas notícias de
Xande. Obrigada.
Também me alimentei de esperanças e as lágrimas que sobram me lavam de alegria.
Beijos.
Magna

Cleyton disse...

O que dizer, dos meus pelos todos arrepiados? Parabéns por tornar Xande, Grande.

Magna Santos disse...

Obrigada, Fabiana, pelo comentário. De fato a menininha continua viva e ele também. Os dois chegaram a um consenso dessa história toda. Posso te dizer que tanto eu como ele estamos em paz. Hoje publiquei um mais atual em sentimentos para ele.
Abraço.
Magna
Obs.:desculpe usar este espaço para responder teu comentário, mas é que tive necessidade e não tem outro modo.

Josias de Paula Jr. disse...

Certamente uma experiência mágica! Tua e dele.

 

Palavras-pontes Design by Insight © 2009