23 de julho de 2012

Palco Vazio

A solidão é o fato.
Ninguém
jamais
saberá
o que guardas por trás do sorriso.

Aos amigos
poderias tecer narrativas.
Mas da corda que te aperta a garganta
ninguém
jamais
saberá a dor

E o salto que te leva ao abismo
ninguém nunca experimentará por ti.

A solidão é o fato.
Ser humano é ser sozinho
ainda que cercado de amigos
ainda que coberto de graças

No picadeiro do mundo,
plantas sorrisos
que não são teus
e quando despencas no oco da cena,
resta só o vazio.

Da solidão
e da saudade.

(Homenagem ao ator Bobby Mergulhão)

2 comentários:

Babi Rabelo disse...

Muito lindo, apesar de muito triste...

Dúvidas, porquês, aos poucos vão sendo esquecidos com a certeza, ainda mais dolorosa que não vamos poder mais nos contemplar com a beleza do seu sorriso, com os seus olhos brilhando em cena...
Fico me perguntando será que ele sabia que era tão especial...? Vejo com frequências as pessoas dizerem de diversas formas que vulgarizamos a palavra amor, carinho, admiração. Que dizemos com muita facilidade essas palavras... Será que isso está certo? fico me perguntando se Bobby pudesse de alguma forma ver todas essas homenagens, esses carinhos que acho que ele nem sabia de sua real imporntacia. Será que se ele soubesse disso, tivesse a certeza que era tão querido por tanta, mais tanta gente... Será que isso não amenizaria um pouco do seu conflito interno? Respostas? não temos, e nem vamos ter. Mas uma coisa é certa, precisamos amar mais, demostrar mais e olhar mais nos olhos quando perguntamos "tudo bem?".

Dor e saudade!
Que Deus abençoe nosso corações

Bárbara Rabelo (Babi)

Dimas Lins disse...

Fabi,

Muito tempo sem vir aqui, retorno ainda com os versos sobre a morte do ator. Não o conhecia, apenas das peças publicitárias na TV.

O palco ficou vazio, mas a plateia compareceu para assistir ao seu último ato.

Dimas Lins

 

Palavras-pontes Design by Insight © 2009